Loading...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

CHEGOU MINHA VEZ, SATISFAÇÃO

Chegou minha vez é uma grande satisfação

Não tem idéia de como pra mim isso é bom
Verbalizar minha vida, colocar tudo na escrita
Literatura me dá auto estima, vem salvando a minha vida.
No passado coadjuvante de uma história
Com cenário obscuro, sem futuro e perspectiva
Filme de terror onde a morte não é fictícia
Camaradas tombaram outros estão guardados
Na rua a decadência continua e pode ser vista
E eu aqui com vocês agradeço outra vez
A oportunidade de poder lançar o verbo
Quebrei as correntes do escravismo químico
Faço parte da resistência com consciência
Não espero inspiração, porque não temos muito tempo
Olhar crítico e sensibilidade é o que preciso
Sei que toco na ferida quando falo dos vencidos
Dos excluídos, das crianças invisíveis
Expresso meus sentimentos com compaixão
Não busco aprovação, aceitação,identificação,
Tamu junto fortalecendo o quilombo / A vida sem drogas ta bem da hora
Sinto um alivio quando vejo o mudo lá fora
É bem difícil mas saí, reverti o quadro de miséria
Sem perspectiva. É sem futuro essa vida
Comunidade terapêutica, cadeia e continua o ainda
Aceitação e o compromisso com a vida,Meu barato é dar risada de cara limpa.
Dar um pouco de esperança pra quem não acredita.
Que existe 1 nova maneira de viver. Não preciso ser igual. Nada de social
Sei que agora sou um cara especial.
Não um marginal, safado como a sociedade nos tacha
Temos que ser tratados e não encarcerados não caia na farsa da descriminalização
Isso é coisa de playboy de burguês que compra droga depois vai fazer debate lá na faculdade
Se forem pegos vão internados e você pra prisão. Eles são doentes e você é ladrão então
A situação é bem visível o crack ta matando toda a geração da nação
Ta preocupado com 2012 se fumou crack hoje não vai chegar até lá
As coisas simples da vida. Me traz uma perspectiva. Uma visão que não tinha ,que não sabia
Fui no fundo do poço sei que dei muito desgosto
Pras pessoas que realmente gostavam de mim
Não aprende pelo amor, aprende pela dor
Depois não adianta bancar o sofredor

A VIDA SEM DROGAS TA BEM DA HORA
SINTO UM GRANDE ALIVIO QUANDO VEJO O MUNDO LA FORA
ACEITAÇÃO E O COMPROMISSO C/ A VIDA
MEU BARATO É DAR RISADA DE CARA LIMPA

Eu sou o cakis continua...

Nenhum comentário: