Loading...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ex-Pantera Negra se livra de pena de morte nos EUA

SALVE ABUL

Mumia Abu-Jamal estava havia 30 anos no corredor da morte.

Pena por assassinato em 1981 foi comutada em prisão perpétua.

O ativista negro Mumia Abu-Jamal, ex-membro do grupo Panteras Negras, não será mais executado, anunciou nesta quarta-feira (7) a Procuradoria da Filadélfia, no estado da Pensilvânia, após 30 anos de batalhas legais.

Abu-Jamal foi condenado à pena de morte pela morte do policial branco Daniel Faulkner em dezembro de 1981 e, após a decisão da Procuradoria, cumprirá agora a pena de prisão perpétua, segundo as leis do estado da Pensilvânia.





Mumia Abu-Jamal em foto de 12 de julho de 1995 (Foto: AP)Grupos de ativistas e de direitos humanos haviam pedido para que mudassem a pena de morte de Abu-Jamal e uma corte federal de apelações dos EUA ordenou um reexame da condenação, sem mudar o veredicto de culpado pelo assassinato.


Abu-Jamal, de 57 anos, sempre negou ter cometido o crime. O caso se tornou uma causa célebre dos críticos da pena capital.

Nenhum comentário: